French
Portuguese

UMA FORMAÇÃO DE FORMADORES DE SUCESSO, DODOMA, TANZÂNIA

 

Acima: grupo AHAPPY em Dodoma, composto por alunos e treinadores

As formadoras da AJAN, Pascalia Sergon, Anne Kwamboka e Milkah Waithera, regressaram a Nairobi vindas de Dodoma, na Tanzânia, satisfeitas por terem orientado uma formação AHAPPY na Paróquia Kiwanja Cha Ndege. Foi a segunda vez que ali se deslocaram, depois de lá terem estado em junho de 2018; nessa altura, não foi possível completar todo o percurso formativo devido à falta de tempo.

Os jovens, desejosos de aprender e tendo aguardado pela segunda parte desta formação durante quase um ano, dedicaram-se às sessões com entusiasmo e grande expectativa. O manual de formação inclui cinco módulos e, na primeira viagem, apenas três tinham sido apresentados. A última formação aconteceu durante três dias, de 4 a 6 de abril de 2019, de acordo com os módulos do manual Geração AHAPPY que tinham ficado por expor, nomeadamente “Conhecer-me a mim mesmo(a) para me desenvolver” e “O Fundamento sobre o qual edifico a minha Vida”.

Ambos os módulos são projetados e focados em ajudar a desenvolver habilidades para a vida, melhorando o conhecimento e a autoestima dos jovens, a tomada de decisões e o desenvolvimento de suas habilidades interpessoais. Em Dodoma, foi a força motriz; para permitir que os jovens identifiquem suas habilidades e paixão e construam autoconfiança ".

Os 22 jovens tanzanianos participantes, 12 do sexo masculino e 10 do sexo feminino, tinham idades entre os 19 e os 24 anos. Foram encorajados a adotar uma conduta perspicaz e profunda, conscientes de que uma África livre do HIV implica um desejo de aprender, de crescer e se desenvolver a nível social, económico e espiritual. Isto é possível se eles forem dinâmicos e estiverem prontos a assumir diariamente responsabilidades pelas suas decisões individuais e coletivas e pelos seus compromissos.

Como corolário deste processo, tal como acontece em todas as formações HAPPY, foram entregues certificados aos formandos que terminaram com sucesso o percurso formativo, tendo 19 participantes levado consigo os certificados que representam um importante despertar nas suas vidas.

O anfitrião, o vigário paroquial, P. Patrick Ng'ang'a, ficou feliz e satisfeito com a formação. O pároco, P. Eric Wanyonyi, encontra-se ausente na sua Terceira Provação. “Julgo que estas sessões permitiram que os jovens ficassem mais conscientes dos seus talentos e fortaleceram o seu entendimento das questões relacionadas com o HIV e a SIDA. Espero que se tornem mais autónomos e mais responsáveis como membros da nossa sociedade”, disse o P. Patrick, acrescentando: “Creio que virão a ser agentes mais eficazes de uma mudança positiva, mais entusiasmados por serem profícuos e agradeço à AJAN por tal”.

Pe. Patrick Ng'ang'a, o anfitrião, conversa com os alunos

Segundo a opinião dos participantes, esta formação foi muito necessária e útil. Joseph Baraka afirma que “aprendemos a como viver bem e a ultrapassar alguns dos desafios colocados pela epidemia do HIV e da SIDA. Estou pronto a ajudar outros jovens que se esforçam por aceitar e ultrapassar a realidade da infeção e se interrogam sobre como a prevenir. Após os três primeiros módulos que nos foram apresentados em junho de 2018, pude ajudar alguns jovens da Paróquia de S. Inácio de Loiola a vencer alguns desafios que enfrentavam relativamente ao HIV e à SIDA. Sinto-me grato por isso”.

Acima da esquerda: Joseph Baraka, Anne Kwamboka (AJAN) com Maria Francis Sikonyo e Miriam Robert John

Maria Francis Sikonyo, que aspira a criar uma organização comunitária de saúde no futuro, recebeu aqui uma grande motivação. “Após a primeira formação em junho de 2018, consegui ajudar alguns estudantes da Escola Secundária Lokundo, da 8ª à 10ª classe, com competências para enfrentar algumas questões complicadas relativas ao HIV e à SIDA. Encorajei-os a evitarem grupos de pares que não buscam nada de bom”.

A equipa da AJAN irá agora avaliar este exercício em Dodoma enquanto formula planos para o próximo.

 

Acima à Esquerda: Milkah Waithera, formadora, envolve os alunos numa sessão como Direita: Pascalia Sergon (formadora e Oficial de Desenvolvimento da AJAN) faz uma apresentação na formação.